| 

Notícias

Previsão de safra recorde confirma liderança do agronegócio

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Marcos Montes (PSD-MG), avalia que a previsão de crescimento de 15,3% na produção de grãos na safra 2016/2017 é a prova irrefutável de que o agronegócio é o principal alicerce da economia brasileira. Segundo Marcos Montes, a safra de Verão será recorde se as condições climáticas continuarem favoráveis até o final da colheita.

A estimativa de colheita divulgada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira (10) é de 215,3 milhões de toneladas de grãos. Serão 28,6 milhões de toneladas a mais frente à safra anterior, de 186,7 milhões de toneladas. Os dados são do 4º Levantamento da Safra 2016/2017.
Para o presidente da FPA, a situação é positiva por causa da produtividade alcançada pelo homem do campo. Mesmo com a expectativa de crescimento de 15,3% na produção, o aumento da área plantada foi de apenas 1,3%. “Esses números provam que a nossa agropecuária cresce em rendimento e sustentabilidade, usando praticamente a mesma área para colher cada vez mais”, afirmou Marcos Montes.

Para a soja, a projeção é de crescimento de 8,7% na produção, podendo atingir o recorde de 103,8 milhões de toneladas, com aumento de 8,3 milhões de toneladas. A área cresceu 1,6%. O milho primeira safra deverá alcançar 28,4 milhões de toneladas, com um aumento de 9,9% ou 2,5 milhões de toneladas frente à safra 2015/16 e ampliação de 3,2 % na área. No total, as duas safras de milho alcançarão um volume de 84,5 milhões de toneladas.
O feijão primeira safra deve obter 1,3 milhão de toneladas, resultado 25,7% superior à safra passada, enquanto para o arroz a previsão é de 11,6 milhões de toneladas e aumento de 9,7%. Já o algodão pluma deve crescer 10,1% e chegar a 1,42 milhão de toneladas, apesar de uma redução de 5,2% na área cultivada. Para o sorgo, a estimativa da Conab é de uma colheita de 1,5 milhão de toneladas, enquanto para o trigo a avaliação é de uma safra de 6,7 milhões de toneladas.

Fonte FPA
 

Veja Mais