| 

Notícias

CARNE DE SEGUNDA

Data: 29/12/2017

Caio Carvalho, presidente da ABAG

Associação Brasileira do Agronegócio classifica como descabido e absurdo o Projeto de Lei, aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo, que proíbe o “fornecimento de carnes e seus derivados às segundas-feiras nas escolas da rede pública e nos estabelecimentos que ofereçam refeição aos órgãos públicos paulistas”.

Para Caio, a medida, além de provocar problemas econômicos e sociais a um segmento que emprega cerca de 4,1 milhões, também revela desconhecimento de seus proponentes sobre a importância da proteína animal na alimentação humana. A proposta tenta impor a vontade de um grupo ao conjunto da sociedade, deixando de lado opções individuais, deturpando assim o conceito de alimentação saudável, que se baseia na disseminação de informações e não na imposição de regras.

Nesse sentido, a ABAG repudia tal iniciativa, e lembra que a cadeia da carne já deu mostras de possuir um código de conduta baseado na sustentabilidade econômica, social e ambiental, que leva em conta também condições adequadas de manuseio dos animais. Tal proposta desconsidera ainda os comprovados benefícios para a saúde humana do consumo de proteína animal, que foi responsável, inclusive, para a maior longevidade do homem ao longo da história, assim como para combater a fome e a desnutrição.

Por fim, a ABAG confia plenamente no correto entendimento do governo de São Paulo sobre o papel econômico e social do segmento de proteína animal no Estado. Vetar este projeto é, também, defender a liberdade de escolha do cidadão.

Veja Mais